" Mister do Café: O reatamento de relações com o Porto e a manutenção de Jorge Jesus

quinta-feira, 11 de maio de 2017

O reatamento de relações com o Porto e a manutenção de Jorge Jesus


O já clássico "O que hoje é verdade, amanhã é mentira. E vice-versa" de Pimenta Machado é uma das frases míticas do futebol português e que vai resistindo ao longo de todos estes anos como uma verdade absoluta. E isto justifica-se pelo facto de o futebol ser uma modalidade onde muitas vezes o lado emocional ultrapassar o lado racional. 

A manutenção de Jorge Jesus


Durante a manhã de hoje o Presidente do Sporting CP colocou uma pedra sobre uma eventual saída de Jorge Jesus afirmando no seu Facebook que: "Jorge Jesus é o meu treinador escolhido e enquanto existir a sintonia e amizade que tem sido a nota dominante destes 2 anos é o treinador que considero ideal para dar continuidade a este projecto. A minha convicção mantem-se intacta, como não altero nem alterarei os objectivos a que me propus.".

E que em termos de futebol o treinador que pretendo é um só, o qual com quem tenho contrato e o qual com quem me identifico com a sua qualidade, força de trabalho, ambição e exigência: Jorge Jesus!

Não faço a mínima ideia se existiu sequer a possibilidade de Jorge Jesus sair do Sporting, mas confesso que nunca acreditei que tal fosse possível, por várias razões. Desde logo, pela exorbitante indemnização que o clube teria de pagar pelos dois anos restantes de contrato. Depois, porque de facto, Jorge Jesus é para mim um enorme treinador. Junta-se a fome com a vontade de comer, e estamos perante um casamento que tem todo o sentido. 

Há um ano, quando Jorge Jesus renovou o contrato a decisão foi amplamente aplaudida pelos Sportinguistas, razão pela qual é preciso também termos memória. Felizmente a racionalidade venceu uma eventual decisão emotiva com base nos resultados recentes.

Acho particular piada ao facto de ver os benfiquistas tão preocupados com Jorge Jesus, numa fase onde deveriam estar a concentrar esforços para fecharem o campeonato do fim-de-semana. A quantidade de carvão foi surgindo com doses industriais para que Jorge Jesus pudesse sair do Sporting e eventualmente pudesse ingressar no FC Porto. 

Quero também dizer que a equipa demonstrou na época passada uma enorme qualidade, que contrastou - e muito - com a época absolutamente vergonhosa que estamos a fazer. Jorge Jesus tem assim de perceber onde estão os erros e corrigi-los para que as exibições voltem a ser o que foram em 2015/2016, onde o Sporting bateu o seu recorde de pontos no campeonato e que esta época daria para ser campeão. Também no discurso e na gestão do plantel são precisas alterações nos procedimentos. 

O reatamento de relações com o Porto


Depois do esclarecimento de Bruno de Carvalho sobre o futuro de Jorge Jesus, foi a vez de o Sporting reagir através de um comunicado do Dep. de comunicação, sobre a tão propalado encontro de ontem entre Nuno Saraiva e Francisco J.Marques. E aqui parece-me que é preciso separar as águas entre o que de facto foi anunciado e o que alguns opinidores e a imprensa querem fazer passar. Estamos a falar do reatar de relações institucionais e de uma união de esforços em relação a alguns dossiers importantes para o futebol português, conforme está claramente definido no comunicado conjunto:

1 - O vídeo-árbitro e regras da sua implementação;

A implementação do vídeo-árbitro é uma enorme vitória daqueles que sempre lutaram pela verdade desportiva, sendo que o Sporting de Bruno de Carvalho sempre esteve na frente do combate pela implementação deste sistema. Mas o trabalho não acaba por aqui. É preciso que as regras para a sua implementação sejam bem definidas, por forma a assegurarem a verdade desportiva. Quem serão os vídeo-árbitros é apenas uma das muitas perguntas que necessitam de resposta.

2 - A publicidade imediata dos relatórios dos árbitros e dos delegados;

Este ponto é muitíssimo importante. A FPF já anunciou que os relatórios dos árbitros serão públicos mas não de imediato como já expliquei (aqui- cliquem). É necessário que os clubes sejam façam pressão sob a FPF, para que os relatóriso sejam tornados públicos logo após o final da partida.

3 - Alterações ao regulamento disciplinar de modo a que esteja conforme a Constituição da República e a que os castigos sejam confinados ao âmbito estritamente desportivo;

Sem dúvida nenhuma este é um ponto a alterar. Não tem sentido absolutamente nenhum que o regulamento impeça que um Presidente de um clube com tantas modalidades e responsabilidades diferenciadas fique privado de gerir o clube. Este é apenas um exemplo.

4 - Propostas no sentido de que os recursos para o TAD e o Conselho de Justiça tenham efeito suspensivo das decisões do Conselho de Disciplina;

Mais uma medida com a qual concordo por absoluta. Basta olhar para os castigos aplicados recentemente a Bruno de Carvalho, Frederico Varandas e Nuno Saraiva que posteriormente foram anulados pelo TAD. Isto numa altura em que já tinham sido cumpridos.

5 - Substituição imediata do coordenador dos Delegados da Liga;

Neste caso já não me pronuncio, porque é algo que não domino. É um assunto que tenho de "estudar".

6 - Reconhecimento dos títulos do Campeonato de Portugal como sendo de Campeões Nacionais, como consta da documentação oficial da Federação Portuguesa de Futebol e suas plataformas;

Esta luta de décadas tem de ter finalmente uma decisão cabal e fundamentada por parte da FPF que sistematicamente tem ignorado este assunto. A entrada do FC Porto - campeão em 1936/1937 é um bom sinal.

7 - Regresso dos sumaríssimos para lances em que o árbitro não tenha visto e sejam detetados pela transmissão televisiva;

Como é possível não estar de acordo com isto!?

8 - Que a lei seja efectivamente cumprida no que respeita às claques e à violência no desporto, doa a quem doer;

Sporting e Porto têm as suas claques devidamente legalizadas. As instituições da república têm de tomar definitivamente uma posição relativa aos clubes que patrocinam claques ilegais e assassinas, como é o caso do Benfica. 

9 - Redução dos jogos disputados à noite.

Julgo que em relação a este ponto também haverá consenso entre os adeptos do futebol. 

Notas finais:


- Para além das questões anunciadas e analisadas anteriormente, é importante salientar que nesta reunião ficou definida a partilha do sinal do jogos em casa das modalidades entre a SportingTV e o Porto Canal. Algo que Benfica e Porto já tinham feito no passado mês de Dezembro e que os adeptos de ambos os clubes agradecem.

- O facto de este reatamento de relações institucionais ter sido "negociado" pelos directores de comunicação é sinal claro que em ambos os clubes faltam dirigentes de "segunda linha" capazes de assumir a liderança destes processos. Algo que tem de ser urgentemente revisto. Não tem sentido absolutamente nenhum que sejam os directores de comunicação a negociar estas questões, assim como me parece que não é um assunto que necessite a presença dos presidentes dos clubes.

- O reatamento de relações institucionais entre dois dos maiores clubes portugueses é sempre algo que deve ser saudado por todos. Os assuntos definidos nesta espécie de memorando de entendimento entre os clubes, parecem-me ser algo em que a esmagadora maioria dos adeptos estará de acordo. 

- Gostei particularmente de ver que foram os dirigentes do FC Porto a dirigirem-se a Lisboa e não o contrário. É um daqueles pormenores "interessantes". 

- O facto de Porto e Sporting estarem unidos nestes dossiers fará com que consigam influenciar clubes nas suas esferas de influencia, para que estas resoluções consigam passar em Assembleia Geral de clubes.

Vamos apenas recordar as declarações de Paulo Gonçalves (assessor jurídico do Benfica) aquando da aprovação por parte dos clubes do sorteio dos árbitros proposto por Sporting e Porto.




Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

4 comentários:

  1. Boa noite Mister, já me tinha debruçado sobre estes dois "quentes" assuntos no Artista do Dia. Vou passar também para aqui a minha opinião:

    Começou a novela de pré-época, que vai “alimentar” muita redação de jornal com toda a certeza.
    Em relação ao post, estou completamente de acordo com a continuação de Jorge Jesus como treinador na próxima época. Acho que por muitas deceções que tenhamos tido durante a época em vigor há ainda espaço de manobra para que JJ continue no projeto delineado… nem tem outra razão de ser, saímos há 2 meses atrás de umas eleições em que o treinador foi porta-estandarte (e bem criticado foi por isso) da campanha do PRESIDENTE com o resultado eleitoral que todos sabemos. Há uma semana atrás, embora haja já muitas vozes discordantes, o lugar de Jorge Jesus não era posto em causa, antes pelo contrário era noticiado em toda a comunicação social que o planeamento da próxima época estava em curso já com nomes de jogadores definidos para serem contratados.
    Se os problemas estruturais do plantel estão definidos, se as “asneiras” realizadas na época que ainda está a decorrer estão identificadas, tem alguma lógica neste momento meter o lugar do treinador em causa?! Por causa de um jogo?!!! (que realmente, foi a todos os níveis frustrante?) … depois da maior série de vitórias? Penso que não! Depois do jogo de Braga, alguém meteu em causa a continuação de Jesus?
    Jorge Jesus poderá não ter aceitado de bom grado as declarações de BdC, após o jogo com o Belenenses, mas ele próprio terá de ter consciência que as coisas nesta época desportiva não correram nada de feição, foi DECECIONANTE na realidade. É um treinador com um vencimento pornográfico para a realidade económica nacional, não faltava mais nada que quem lhe paga esse vencimento, não possa criticar o que acha que não está bem. Ele não está imune à crítica, aliás está sujeito a ela, pois quem puxa todas as virtudes para o seu “EU”, sujeita-se a ser ainda mais comentado quando as situações não lhe correm de feição.
    Vamos ver no que vai dar esta novela, que vai encher pasquins, só peço que NÃO DAREMOS MAIS RAJADAS NOS PÉS… bom senso de qualquer das partes é necessário e obrigatório.

    Há muito boa gente, que adorava que a separação se consumasse, peço a BdC e ao JJ que sejam inteligentes e que deixem os egos de lado e se foquem no que realmente é importante para o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Haja discernimento. 

    O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL na sua história, já foi várias vezes atropelado e desrespeitado pelos CORRUPTOS DO NORTE, o PRESIDENTE já sofreu na honra da SUA PESSOA uma boçalidade, brutalidade e descortesia por parte de pessoas com responsabilidade (vice-presidente) desse clube de fruta e agora vamos apertar a mão a quem nos quer mal a quem nos desrespeita?!!!

    Estou apreensivo desde ontem, algo mudou no nosso caminho e não prevejo que tiraremos algo de bom com este cooperativismo. Temos um adn completamente diferente, os pontos em comum, são que neste momento ambos os clubes perdem há muitos anos.

    Na época passada não vi esta necessidade da parte do clube de corruptos no "auxílio" ao SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, será porque não disputavam o título?!!! Não vi o fc putas a arregaçar as mangas contra os cartilhados e contra o sistema implantado e a vergonha/compadrio que foi o campeonato da época passada! Antes pelo contrario, remeteram-se a um silêncio cúmplice e agora nós vamos trocar alianças só porque SIM?!!!

    Sr. PRESIDENTE espero sinceramente que saiba o que está a fazer, não gosto de ver o seu nome e o nome do “meu” SPORTING, novamente espezinhado por gente que só se move por interesse e agendas próprias… NÃO SOMOS ACOMPANHANTE DE LUXO DE NINGUÉM! somos o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!

    ResponderEliminar
  2. O ponto 7, torna-se obsoleto, com a entrada do video-árbitro.

    SL

    ResponderEliminar
  3. "Há um ano, quando Jorge Jesus renovou o contrato a decisão foi amplamente aplaudida pelos Sportinguistas, razão pela qual é preciso também termos memória. Felizmente a racionalidade venceu uma eventual decisão emotiva com base nos resultados recentes" Totalmente errado. Nem foi aplaudida, nem venceu a racionalidade. Qual é o projecto do clube? Quando responderem a isto verão que o jesus não é o treinador indicado, como se tem confirmado.

    ResponderEliminar
  4. Vamos deixar de falar do Benfica e do Porto e começar a olhar para dentro de casa. Temos que aprender com os erros.

    ResponderEliminar