" Mister do Café: Fevereiro 2017

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

O Polvo Leaks


Na semana passada foram divulgados uma série de vídeos sobre algumas figuras do universo benfiquista. Nesses vídeos, Hugo Gil e André Ventura contam um pouco sobre a forma como funciona a comunicação oficiosa do Benfica. 

"Cortaram-me os apoios"



"Há anos que mando informações para o Rui Gomes da Silva"






Os visados confirmam


No próprio dia, Hugo Gil confirmou ao jornal Record a veracidade das gravações.

Link da notícia (aqui)

O blog "Polvo Leaks" onde os vídeos foram divulgados e alojados, designou o post de "Aperitivo". O próprio Hugo Gil confirma que haverá mais gravações da tal conversa. Sinal de que os "leaks" ainda não terminaram.

As desventuras do Ventura



Absolutamente obrigatório ver este vídeo de André Ventura no programa "Pé em riste" de ontem. Tal como Hugo Gil, André Ventura também confirma a possibilidade de novos vídeos sobre estes assuntos. Veremos o que vem por ai, mas a verdade é que o aperitivo já deixa água na boca...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

A fase do "vale tudo" na campanha de Pedro Madeira Rodrigues


Durante o dia de ontem surgiu na internet um video onde alegadamente José Maria Ricciardi e Sikander Sattar falam sobre o futuro do Sporting. Não foi divulgado o autor do vídeo, a data ou a ocasião em que esta "reunião" ocorreu.

Por volta das 23 horas de ontem, o candidato Pedro Madeira Rodrigues fez uma conferência de imprensa a falar exclusivamente sobre o assunto. Curiosamente, o vídeo foi removido do youtube momentos antes dessa declaração.

O vídeo


O vídeo foi removido, mas coloco-o novamente aqui para análise de quem ainda não viu.



Antes de passar à análise ao vídeo, importa tentar perceber de onde é que este vídeo surgiu, o timing e sobretudo a forma como esta a ser passada a mensagem.

De onde é que isto surgiu e o timing da "coisa"



Como podem verificar o "esquema" começou de madrugada. O vídeo foi publicado na página de Facebook "Ó Sócio" ao início da madrugada. A mesma página que no passado mês de Dezembro lançou uma campanha negra sobre André Geraldes. Curiosamente, um nome que tem sido lançado pela máquina de propaganda benfiquista como futuro director desportivo do Sporting. Um notícia que surgiu em Maio de 2016 e que recentemente tem sido alimentada pela candidatura de Madeira Rodrigues, como se viu no debate. Confesso que adoro ver a candidatura de Pedro Madeira Rodrigues e alguns benfiquistas a repetirem os mesmos bitaites. 

Sobre essa "campanha negra" podem saber tudo clicando (aqui). Mas cliquem mesmo, para perceberem até onde estes senhores estão dispostos a ir.

De manhã e pela fresquinha, o Dia de Clube, Sporting de Verdade, Sporting Independente, Cantinho de Alkmaar, ADN de leão e restante trupe partilharam o vídeo. Para "não dar muito nas vistas", só hoje é que o Camarote Leonino chegou à ocorrência...

Obviamente, é uma enorme coincidência. Nem me passa pela cabeça que isto tenha sido orquestrado para o início da última semana de campanha. Óbvio que não. Nem pensar em tal coisa! Ainda por cima numa fase em que Pedro Madeira Rodrigues apontou armas a José Maria Ricciardi, que já respondeu com um processo contra o candidato. Obviamente coincidência.

Por falar em coincidências, há outra interessante. Já repararam que a narrativa é sempre a mesma em todos os blogs? Todos, sem excepção querem colar este audio ao momento actual do Sporting, quando claramente é uma conversa tida em 2013, nas vésperas das eleições que Bruno de Carvalho ganhou a José Couceiro. Mas já lá vou.

Afinal havia outro...


Mas acham mesmo que o assunto ficava pelos blogs e pelas páginas do costume? Nahhh. De seguida aparece o "Benfica Eagle"  - o tal das contas de Taberneiro - do blog benfiquista "Nova Geração Benfica". No seu post de ontem o "Benfica Eagle" junta-se aos "amigos" na conclusão de que o vídeo é recente.


Curiosamente, estamos a falar do mesmo blogger benfiquista que recomenda a leitura do Camarote Leonino como sendo "independente". Coincidência ou não, Rui Gomes da Silva - o tal que é "ajudado" pelo Hugo Gil - segundo os últimos vídeos divulgados pelo PolvoLeaks - também é um atento leitor desse espaço.


Para quem não sabe, Pedro Madeira Rodrigues escrevia regularmente para o Camarote Leonino, usando o pseudónimo City Lion, como aqui desmascarei (link).

Curiosamente, quem lançou o nome de José Maria Ricciardi no período pré-eleitoral foi...


Tudo uma enorme coincidência...

Então é o vídeo!?


Sobre as declarações de José Maria Ricciard e Sikander Sattar não fico minimamente surpreendido. Aliás, no período pré-eleitoral de 2013 José Maria Ricciardi afirmou isso mesmo em declarações à imprensa.

Link da notícia (aqui)

No vídeo é dito: "Não há dinheiro. A única maneira de fazer da SAD uma empresa rentável. Só se pode se a maioria do capital não seja do Sporting. Os bancos acham isto.". Para quem ainda não se apercebeu, Bruno de Carvalho conseguiu 3 exercícios económicos positivos em 4 possíveis (13/14, 14/15 e 16/17). O unico resultado negativo na SAD aconteceu em 15/16, período onde foi considerado o valor a pagar à Doyen. Em termos acumulados a SAD está com 50 Milhões de lucros acumulados. Toda a informação financeira pode ser lida (aqui).

Acho que por aqui já percebem que o vídeo não é recente. Também é dito "Vamos ter de ir a uma AG, para que a maioria deixe de ser do Sporting CP". Ora, nos nossos dias isto nunca passaria numa AG e nunca seria proposto por Bruno de Carvalho, que entrou numa luta brutal com a banca para que o Sporting não perdesse a maioria do capital da SAD.

A memória de alguns é curta. Ora, vamos lá recordar a capa do jornal Abola sobre o braço de ferro levado a cabo por Bruno de Carvalho e a banca, quando o acordo de reestruturação esteve em cima da mesa.



As negociações foram de facto muito duras e existiu a possibilidade de Bruno de Carvalho e os restantes membros dos órgãos sociais pedirem a demissão, como escreveu Pedro Santos Guerreiro a 10 de Abril de 2013, pouco tempo após a entrada em funções desta equipa dirigente.


Na altura até chegou a ser criado um movimento de associados contra o BES e o BCP pedindo aos Sportinguistas para acabarem as suas ligações com esses bancos.

Uma guerra que foi vencida e concluída na Assembleia Geral de 1 de Julho de 2013 onde o Sporting ficou "dono do seu destino" numa aprovação com 97% dos votos dos associados.


No vídeo é dito: "As VMOCS ficam com os bancos e ficam accionistas da SAD. Os bancos estão apostados numa solução destas para que o Sporting sobreviva. Mas querem ter a certeza que não vão fazer o mesmo que é estar a meter dinheiro no Sporting para um tipo dizer que sim senhora vai só gastar 25M ou 27,5M ou 30M e depois gasta 55M e tem um prejuízo monstro. Sobe os ordenados dos jogadores como por exemplo o caso do Adrien que é um tipo que não merece ganhar meio milhão e está a ganhar 2M. Queremos ter a certeza que isto não se passa outra vez."

As VMOCS que são faladas no vídeo são as VMOC lançadas por José Eduardo Bettencourt em 2011 e que tinham vencimento em Janeiro de 2016. Situação resolvida por Bruno de Carvalho na reestruturação financeira.

Quando é falado em orçamentos entre os 25 e os 30 Milhões de Euros foi o que foi orçamentado por Godinho Lopes que depois não foi cumprido, ficando a SAD do Sporting com 90M de euros em prejuízos em apenas duas épocas.

E o contrato do Adrien?


As pessoas têm mesmo memória curta. No final de 2012, Adrien Silva renovou contrato com o Sporting numa fase em que poderia sair a custo zero no final dessa época. No Verão de 2012 surgiu o interesse do Porto na imprensa.

Link da notícia (Aqui)

O Blog leonino "És a nossa fé", até fez uma compilação de declarações de comentadores sobre a situação de Adrien e o interesse do Porto. Nesse post também abordam a situação de Rui Patrício que é outro nome visado no vídeo. (link)



Mas ó mister, o Adrien não ganhava 2M em 2013!? Ou ganhava?


Link da notícia (aqui)

No vídeo, José Maria Ricciardi fala num vencimento de 2M por época de Adrien Silva referindo que não se justifica. Esse valor parecia ser exorbitante em Setembro de 2012, quando o jogador renovou. Godinho Lopes deixou arrastar o processo e com a ameaça do Porto teve de premiar o jogador com um salário muito acima do seu rendimento à época, para o manter no Sporting.

Como podem verificar, esta notícia onde é referido o vencimento de 2M/época é de Março de 2015. Adrien tinha renovado até 2017 com Godinho Lopes. Bruno de Carvalho renovou com o jogador em Fevereiro de 2016.

Link da notícia (aqui)
Godinho Lopes estava tão desesperado que até teve de dar 20% do passe do jogador à Gestifute de Jorge Mendes, para conseguir a renovação. Mais um negócio brilhante e que ficou a ser conhecido em Fevereiro de 2016 através de uma publicação do Footballeaks.

Isso agora não interessa nada



Confrontado com a autenticidade, o autor e a data do vídeo, Pedro Madeira Rodrigues afirmou que "não é aquilo que é mais importante nesta altura". Mais um momento de comédia da campanha do City Lion. Como é possível "não ser importante nesta altura", quando é o candidato que diz que existe um plano maquiavélico para retirar o Sporting dos Sócios do clube?

Ricciadi já esclareceu



Entretanto, José Maria Ricciardi já esclareceu que as declarações são do final da era de Godinho Lopes. Nada de novo, para quem conhece a história recente do Sporting que aqui ficou desmontada ao pormenor, para que não restem dúvidas.

Ficam também as declarações de Ricciardi publicadas hoje pelo jornal Record.

"Este senhor é um mentiroso patológico. A próxima vez que falasse com ele seria apenas em tribunal, mas vejo-me na obrigação de esclarecer a verdade. Primeiro, reparo que este senhor faz uso de uma conversa privada, gravada ilicitamente, no fundo, recorrendo a métodos mafiosos enquanto mostra um ar de bonzinho. O meu tio-avô José de Alvalade, se visse este candidato a usar estes meios de verdadeira máfia, daria voltas no túmulo", começou por dizer José Maria Ricciardi, de 62 anos, completando: 

"Aquelas declarações foram feitas no final da era Godinho Lopes, quando o Sporting se encontrava num estado calamitoso, nomeadamente quase em pré-falência. Não via, na altura, outra solução que não fosse o Sporting abrir as portas a investidores, mesmo que isso implicasse a perda da maioria da SAD."

"O clube estava falido. Não via outra solução. Quem quisesse investir dificilmente poderia ser recusado. Era entre perder o clube ou mantê-lo vivo. Na altura pensei que seria possível, pois se aconteceu com o Man, United, Chelsea ou Man. City, também poderia acontecer com o Sporting. Bruno de Carvalho operou um verdadeiro milagre."

"Tenho a certeza de que estas gravações vêm da outra candidatura, o que mostra a falta de categoria do senhor Madeira Rodrigues. Um discurso muito polido, mas práticas ao nível do pior que se vai vendo por aí. De máfia mesmo. É muito revelador."


Fica lançado o alerta. Entramos na última semana de campanha e como já se percebeu, o candidato está desesperado. Na cartilha das campanhas eleitorais de clubes só falta mesmo apresentar um treinador com o qual não tem acordo, como aconteceu com Paulo Pereira Cristóvão em 2009.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

domingo, 26 de fevereiro de 2017

A Taça da Liga é nossa!


O Sporting conquistou a Taça da Liga em Futsal, num fim-de-semana absolutamente fantástico em termos de resultados. Agora é pensar na Taça de Portugal, Campeonato e Uefa Futsal Cup.

Em frente leões!


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

O regresso do City Lion


Ora ai está o regresso de Pedro Madeira Rodrigues ao modo "City Lion". Depois de todos os insultos feitos ao longo dos últimos anos no blog "Camarote Leonino", aparece agora uma versão televisiva da personagem.

Sem comentários



É preciso dizer mais alguma coisa?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

sábado, 25 de fevereiro de 2017

O rugido das leoas em Alvalade


Ambiente absolutamente fantástico no Estádio de Alvalade onde 9263 espectadores, ajudaram as nossas leoas na conquista dos 3 pontos em disputa. Vitória por 1-0 com o golo leonino a ser apontado por Solange Carvalhas no último minuto da partida.


O Sporting pulverizou o record de assistência num jogo de futebol feminino em Portugal que era pertença de um jogo da selecção nacional, onde estiveram pouco mais de 3 mil pessoas.

Com esta vitória o Sporting isola-se na liderança do campeonato, quando faltam disputar 8 partidas. As leoas estão também nos quarto de final da Taça de Portugal.

Percurso absolutamente fantástico. Parabéns a todas as nossas leoas!

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

Dia das nossas leoas


É hoje! Chegou finalmente o dia em que as nossas leoas vão jogar no Estádio José Alvalade. Um dia histórico para o clube e para o futebol feminino em Portugal. Com a presença de todos os Sportinguistas iremos bater o record de assistência num jogo de futebol feminino em Portugal. 


Depois do almoço, todos a Alvalade apoiar a nossa equipa a dar um grande passo na conquista pelo campeonato nacional. Um jogo perfeito para levar família ao Estádio de Alvalade num jogo com excelente ambiente e com entrada livre.

Todos a Alvalade!

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O debate


Ontem foi dia de debate eleitoral entre os candidatos à Presidência do Sporting. Hora de dar a minha opinião sobre o que foi debatido na Sporting TV. Vejamos:

Considerações iniciais


Um debate eleitoral deve ter como principal base o esclarecimento dos sócios em relação às propostas assumidas no programa eleitoral. Esta é a base fundamental pela qual estes debates devem ser analisados. Inevitavelmente, neste tipo de confronto acabam sempre vir à colação questões da vida pessoal dos candidatos. Ontem, não foi excepção e Pedro Madeira Rodrigues foi useiro e vezeiro em trazer a vida pessoal e familiar do seu oponente para o debate, quer por referência directa ao passado de Bruno de Carvalho - com a rábula do recibo de IRS - quer indirectamente usando a sua família como referência de estabilidade por comparação com a de Bruno de Carvalho.

Desde logo, Pedro Madeira Rodrigues demonstrou que estava disposto a tudo para atacar Bruno de Carvalho. Esta baixeza de carácter tem de ser salientada e ficou bem patente quando não se demarcou das declarações de Vitor Espadinha - candidato na lista de PMR - que como foi do conhecimento público, designou o Presidente do Sporting de "Palhaço", "energúmeno", "atrasado mental", "anormal", "cromo", entre outra pérolas. Mais uma vez, Pedro Madeira Rodrigues toma os Sportinguistas como parvos, dizendo que não está atento ao Facebook, pelo que não comenta.

Recordo que estamos a falar de uma notícia que saiu em praticamente toda a imprensa e mesmo não tendo lido as declarações poderia ter respondido com um simples: "Não tive conhecimento dessas declarações, mas se Vítor Espadinha disse isso, eu repudio por completo essas declarações". Nem a isso, Pedro Madeira Rodrigues se dignou. Nada de novo vindo de um candidato que na arte do insulto é rei e senhor, como prova o histórico do City Lion.

Por tudo isto, concordo com o facto de existir apenas um debate eleitoral. Nos nossos dias é fácil para os candidatos conseguirem passar a sua mensagem através da comunicação social e redes sociais. (Só um pequeno aparte para salientar o facto de o Presidente do Sporting estar disponível para debates, coisa nunca vista em outras bandas.)

A escolha pela Sporting TV para transmitir o debate é consensual no universo leonino. Durante a transmissão existiram alguns problemas com o som que não podem voltar a acontecer numa transmissão tão importante para a vida do clube. Uma palavra para o facto de RTP, SIC e TVI terem sido convidadas a estar representadas no debate, com um moderador próprio e não terem aceite o convite. Que a direcção do Sporting tome boa nota desta atitude. 

Quanto a Rui Miguel Mendonça - moderador do debate - pareceu-me completamente imparcial, mas foi completamente atropelado pelos candidatos nos diversos temas. Foi mais um "contador de tempos" do que um verdadeiro moderador e isso não pode acontecer. Tinha de se impor e cingir os argumentos dos candidatos para os temas em debate em cada segmento. Não o fez e os Sportinguistas saíram penalizados. 

A postura dos candidatos


Quanto ao debate propriamente dito, os candidatos tiveram abordagens completamente diferentes. Bruno de Carvalho adoptou uma posse mais institucional, algo que acaba por ser normal perante a posição de Presidente. Já Pedro Madeira Rodrigues partiu da posição de quem não tem nada a perder e adoptou uma postura de ataque deliberado contra o actual conselho directivo e as medidas que tomou. 

Foram inúmeras as tentativas de Madeira Rodrigues em baixar o nível do debate. Bruno de Carvalho resistiu sempre à tentação de responder à letra e conseguiu sempre manter o seu "plano de jogo". A cara de tédio de Bruno de Carvalho a ouvir os soudbytes de Madeira Rodrigues fica para mim como o principal momento visual do debate. Priceless.

Madeira Rodrigues foi com tanta sede ao pote que acabou por se descuidar. Se calhar o melhor é "ladrar menos", como o próprio gosta de afirmar.


Propostas 


Vamos ao que de facto interessa aos sócios do Sporting, que são as propostas concretas. 

O debate foi praticamente todo sobre Futebol profissional, e mais uma vez realço o papel negativo de Rui Miguel Mendonça que permitiu que tal acontecesse. Como ficou claro para todos, nessa área, Pedro Madeira Rodrigues estava munido de todo o tipo de soundbytes. Bruno de Carvalho assumiu que a actual estrutura é para manter na próxima época. Já Madeira Rodrigues falou nas valências de Boloni, que será um autentico "faz tudo" na estrutura (treinador, coordenador da formação, responsável por escolher os jogadores que ficam no plantel, os que serão emprestados, contratações, renovações, etc), e Delfim que fará o papel de Manolo Vidal. A necessidade de colagem ao nome de Manolo Vidal, demonstra bem a fragilidade que o nome de Delfim suscita nos Sportinguistas. Importa salientar que tal como o próprio reconhece, nem sequer é sócio do Sporting. 

Limpinho, limpinho


O tema principal na vertente futebol, foi a continuidade de Jorge Jesus. Madeira Rodrigues reafirma que não conta com o treinador se vencer as eleições, reafirmando o que já tem vindo a dizer ao longo das últimas semanas. Continua sem explicar como é que pagará a indemnização a Jorge Jesus e a toda a sua equipa técnica. Pelo que é falado na imprensa estamos a falar de uma verba na casa do 20 Milhões de Euros. Mas, durante o debate acrescentou um dado novo, afirmando que juridicamente há base para rescindir o contrato com justa causa, sem pagar um cêntimo ao treinador. 

Como é claro para todos, não há nenhum tipo de base legal para uma rescisão por justa causa, por variadíssimas razões, mas vou deixar apenas uma: Jorge Jesus é funcionário da Sporting SAD e as eleições são para o clube, logo nem sequer estamos a falar da mesma entidade.

Importa também salientar que se Madeira Rodrigues avançar para os tribunais, para além de ter de pagar os 20 Milhões que são de direito contratual, ainda se arrisca a ter de pagar uma pesada indemnização por dados à imagem e reputação do treinador e dos seus adjuntos. 

Quem também deve estar preocupado é Manuel Fernandes, Aurélio Pereira e Carlos Lopes. Todos membros da comissão de honra de Bruno de Carvalho e funcionários do Sporting. Com sorte, também ficam desempregados...

O que nos vale é que vem por ai "um treinador muito melhor do que Jorge Jesus".

Atoardas e soudbytes


As acusações de Madeira Rodrigues foram sempre na base da insinuação, nunca concretizando nenhuma questão. Perguntou "Quem é Costa Aguiar?" falou sobre a questão das assistências em Alvalade, número de sócios, a venda de Montero, o elevado número de contratações ou o facto de o Benfica ter sido campeão nos últimos 3 anos. Estes são alguns dos soudbytes que se têm ouvido por parte dos Guerras desta vida e que o candidato optou por apontar. Enquanto sócio, sinto-me enojado com estes ataques que não são apenas a esta direcção, mas sim a todos os sócios e adeptos. Madeira Rodrigues tem legitimidade para criticar, mas tem de apresentar factos, ou pelo menos algumas evidências sobre as questões que lança. Algo que nunca fez.

Mais um momento comédia quando citou um empresário português que apareceu "miraculosamente" durante o dia de ontem a atacar Bruno de Carvalho sobre uma eventual transferência de Bas Dost para a China. Curiosamente, esse senhor nem sequer é empresário do jogador. Cada tiro, cada melro...

Finanças 


No meio de tanto soudbyte, Madeira Rodrigues que tanto falou na manutenção da maioria do capital da SAD durante o debate, nunca abordou a questão dos 18 Milhões de investimento que a SAD vai ser alvo, através de uma aumento de capital social, conforme aprovado na reestruturação financeira. Em ocasiões anteriores, Bruno de Carvalho já referiu que encontrou os investidores para esse montante, mas por imposições da CMVM não pode revelar os nomes e a data em que o aumento de capital será efectivado. Para mim era este um assunto que gostaria de ver abordado.

De resto, foi visível o total desconhecimento sobre as finanças do clube, por parte de Madeira Rodrigues. É confrangedor ver o nível de desconhecimento do candidato. Nesta capítulo, Bruno de Carvalho só teve mesmo de mostrar os gráficos que desmentem por completo as mentiras de Madeira Rodrigues. 

Sobre este tema, tenho um post bem claro e que explica a real situação financeira quer da Sporting SAD, do clube e das contas consolidadas de todo o grupo Sporting. (Cliquem aqui)

Modalidades


Absolutamente inenarrável o discurso de Madeira Rodrigues sobre as nossas modalidades. Chegou ao ponto de dizer que as nossas modalidades já tinham a época perdida. Isto quando estamos numa fase em que está tudo em disputa nas principais modalidades de pavilhão. Só como exemplo, temos a possibilidade de vencer já este fim-de-semana a Taça da Liga em Futsal e temos fortes hipóteses de ganhar todas as competições em disputa, inclusivamente a Final 4 da Uefa Futsal Cup. No Andebol, estamos na luta pelo título nacional e ainda nem sequer entramos na fase final da prova. De realçar que o Andebol tem todas as possibilidades de vencer a Taça Challenge, que seria a 2º conquista internacional do nosso andebol. No hóquei há motivos para descontentamento por parte dos sócios, especialmente pelos 3 pontos perdidos na secretaria, que entretanto foram confirmados pelo CJ da federação. Contudo, ainda estamos na luta pela conquista da Taça de Portugal e podemos obter a melhor classificação no campeonato desde que o modalidade regressou ao clube, trazida pela actual direcção. Também durante este fim-de-semana a nossa equipa de Futebol Feminino pode dar um importante passo rumo à conquista do título nacional. Isto para falar apenas das modalidades de maior visibilidade. 

Bruno de Carvalho propõe reactivar o Voleibol e Madeira Rodrigues aposta no Basquetebol. Há muita gente que não sabe mas o Sporting tem secção de Basquetebol. Neste momento estamos apenas nas camadas jovens e a ideia é que a secção venha a crescer num projecto sustentado até termos uma equipa sénior. Madeira Rodrigues parece não ser conhecedor dessa realidade, afirmando que "é o regresso do Basquetebol ao Sporting". O candidato tem usado o nome dos Boston Celtics como uma entidade que fará uma parceria com o Sporting. Veremos se se concretiza e em que moldes. O candidato tinha aqui uma oportunidade para mostrar um bom trunfo, mas nem isso conseguiu concretizar. 

Património 


Bruno de Carvalho já tinha afirmado há alguns meses a intenção de construir um centro de atletismo para o Sporting. Já Madeira Rodrigues anunciou ontem um clube náutico que "não custará um cêntimo ao Sporting", uma Academia no norte do país "que não custará um cêntimo ao Sporting e que será paga por um município nortenho" e ainda um velódromo. Quanto a esta última obra, não se sabe o local ou o montante investido. Provavelmente também será de borla...

Voltou a bater na tecla da Academia não ser do Sporting e garante ter investidores para a comprar de imediato. Sobre este assunto também já falei (aqui). A demagogia atingiu níveis épicos com a questão do naming da Academia e Estádio que o candidato assegura ter como base negocial os "dois dígitos". Por certo, 10€ chegarão como disse e bem Bruno de Carvalho. 

E o que dizer da questão do fosso, quando o próprio candidato confirma que as três fiadas de lugares terão má visibilidade? 

Sobre o Pavilhão, o mérito é todo de José Eduardo Bettencourt e Soares Franco por terem negociado os terrenos e também será mérito dele que "pagará o pavilhão". Absolutamente surreal. Mas o mais interessante foi mesmo a forma como fugiu da questão sobre se tinha ou não contribuído para a missão pavilhão. Obviamente não contribuiu como está bem visível na listagem de nomes no mural do pavilhão que pode ser consultada online. 

Para quem não sabe, o pavilhão está pago na integra, e o montante a pagar à Doyen está retido na FPF/UEFA a pedido do tribunal. Esse montante já se encontra abatido nas contas da época passada (15/16). 

Por seu lado, Bruno de Carvalho apresentou obra feita. Pavilhão, remodelações profundas em Alvalade nos camarotes de empresa, nos balenários, a obra de fundo feita no relvado, as remodelações profundas na Academia na ala profissional, construção de mais campos na Academia e junto ao pavilhão, renovação do Multidesportivo e finalmente a construção do tão desejado Pavilhão João Rocha. Com tantas atoardas de Madeira Rodrigues, ficamos sem saber os planos de Bruno de Carvalho em relação à Rádio Sporting. 

O tempo dos viscondes


Confesso a minha estupefacção perante a afirmação de Madeira Rodrigues sobre o tipo de Sportinguista: "Os adeptos do Sporting têm mais poder financeiro que os dos rivais". Muita gente não terá reparado nesta frase, mas é perfeita para resumir o que realmente pensa o candidato sobre o Sporting. 

Nota final


Bruno de Carvalho mostrou pleno domínio dos dossiers e do que pretende fazer para o futuro. Já Madeira Rodrigues demonstrou ser um candidato completamente alheado da realidade do clube e que não está minimamente preparado para ser Presidente do Sporting. Baseou a sua intervenção em ataques dignos de um qualquer representante de um rival e saiu claramente chamuscado. Depois do processo que José Maria Ricciardi anunciou contra Madeira Rodrigues, foi a vez de Horta e Costa sair da lista de Madeira Rodrigues por não se rever nas acusações e linguagem utilizadas. 


Têm a palavra os sócios do Sporting.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Je suis pathétique - A rábula Laszlo Boloni


A existência de um momento de comédia é já uma tradição na campanha eleitoral do Sporting. Em 2009, Paulo Pereira Cristóvão anunciou um acordo para a contratação de Sven Goran Eriksson. No dia seguinte, o treinador sueco desmentiu esse acordo.

Em 2011, Paulo Futre, lançou para o mundo um dos maiores hits de sempre da história do futebol nacional. O célebre "Ó sócio, estou concentradíssimo".

Em 2013, José Couceiro decidiu adoptar o nome "Peyroteo" para efeito de campanha, na busca por mais uns votos. 

Em 2017, Pedro Madeira Rodrigues lança uma verdadeira colectánea de mentiras aos Sportinguistas. Mentiras essas que nem sequer aguentaram uma hora. Vejamos:

Uma escolha desde o 1º dia



Pedro Madeira Rodrigues começou a apresentação afirmando que "As pessoas que vou apresentar foram uma primeira escolha". Pelo meio apresentou Ricardo Pina Cabral, Delfim e Laszlo Boloni. Sobre o romeno, Pedro Madeira Rodrigues considerou até que "Foi um namoro desde o primeiro dia, era um sonho que eu tinha". 

Vejamos o que disse Boloni cerca de uma hora depois da apresentação de Madeira Rodrigues:


O riso lançado por Boloni no momento em que responde ao jornalista, afirmando que o convite tinha surgido no próprio dia, diz tudo.

A "primeira escolha", "o sonho" e "o namoro desde o primeiro dia" só permitiu fazer o convite precisamente durante o dia de ontem. De facto, estas namoros modernos são difíceis de compreender. Isto numa altura em que se falou em outros "sapatos" para tão nobre Cinderela, como Pedro Barbosa e Beto.

Boloni será o substituto de Jorge Jesus!? 



Segundo Pedro Madeira Rodrigues, Laszlo Boloni será treinador do Sporting a partir de 4 de Março, finando no cargo até ao final da época. Altura em que o novo treinador - que será apresentado na próxima semana - entrará em funções. 

Só que...


É confrangedor ver Laszlo Boloni nesta situação. Notou-se claramente que Pedro Madeira Rodrigues nem sequer informou devidamente o "problema" que tem com Jorge Jesus. 

Nos contactos realizados com Boloni não houve tempo para lhe explicar a situação de Jorge Jesus, nem para lhe pedir para treinar a equipa até ao final da época. Mas houve tempo para escolher o novo treinador, que só será apresentado para a semana, pelo facto de não querer "desestabilizar a equipa", diz o leão citadino. 

O novo treinador



Vejamos se eu percebi. Diz Pedro Madeira Rodrigues que "Laszlo Boloni participou já activamente no papel que é de um coordenador para o futebol, que é de escolher quem vai ser o novo treinador". Ora, se Boloni só recebeu o convite por volta da 13:30 de ontem, só pode ter estado a tarde toda a ajudar Pedro Madeira Rodrigues a escolher o treinador. 

Link da notícia (aqui)

Há mais de um mês que o candidato anda a apregoar que tem uma lista com 3 treinadores possíveis, como podem ver no print anterior. E na passada terça-feira até afirmou que está praticamente fechado.


De facto, para destronar Jesus só mesmo Deus. Só com poderes divinos é que se consegue ouvir conselhos sobre a escolha de um treinador, um mês antes dessa pessoa ter sido contactada. Ou é isso ou então é mesmo bruxedo. 

O visionário



Adoro esta pretensa preocupação com a estabilidade dos jogadores e do balneário. Pena não ter sido usada quando afirmou que não contava com Jorge Jesus. Para acabar em beleza, reparem como afirma cabalmente que o novo treinador - que entrará na próxima época - irá começar a "trabalhar muito rapidamente na próxima época". Eu suponho que esse treinador esteja sob contrato para só poder entrar no Sporting na próxima época. Contudo, não deixa de ser uma informação relevante para o actual empregado desse treinador. Cuidado que o homem em vez de trabalhar para quem lhe paga, vai estar a preparar a próxima época do Sporting.

Em qualquer acto eleitoral a picardia entre as listas é algo que não me incomoda. O que me incomoda é a mentira. Pedro Madeira Rodrigues tem usado todos os "truques" na caça ao voto. Mas a mentira não posso deixar passar. Dizer que se vai "fazer uma campanha urbana e civilizada" não é colocar o ar de sonso e falar baixinho. É respeitar os sócios, defender o clube e sobretudo dizer a verdade aos Sportinguistas. 

Quanto a Laszlo Boloni tenho muita pena que se tenha envolvido com gente desta estirpe. A sua reputação entre os Sportinguistas não merece ficar manchada pelo se envolvimento nesta campanha eleitoral. E espero que os Sportinguistas saibam reconhecer isso. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

O acordo com a Macron


A renovação do contrato com a Macron divulgado no início do mês tem sido tema de conversa entre Sportinguistas. O facto de o clube viver em plena campanha eleitoral serve de rastilho para conclusões precipitadas e maldosas, especialmente por parte dos rivais.

Mais um tema levantado pelo candidato Pedro Madeira Rodrigues e que é bem demonstrativo da falta de conhecimento sobre os assuntos internos do clube. O que é certo é que as larachas vão colando em alguns Sportinguistas menos conhecedores destes assuntos. Por isso, e a pedido de muitas famílias, aqui fica a explicação da renovação do Sporting com a Macron. 

Pum, pum!!!



Pedro Madeira Rodrigues já demonstrou que é um candidato de dedo leve no gatilho. Qualquer decisão da vida corrente do clube merece logo uma série de disparos. Os tiros só não são de pólvora seca porque dá jeito à comunicação social e aos rivais "malhar no Sporting". Infelizmente, alguns Sportinguistas vão no engodo.

O candidato não percebe que ao levantar alguns assuntos geridos pela actual direcção sem ter o mínimo de conhecimento de causa, está a prejudicar gravemente os interesses do clube.

"A nós parece-nos mais um contrato feito à pressa por razões de tesouraria" diz Pedro Madeira Rodrigues. Vamos a factos:

Relatório e Contas 1º Trimestre 2016/2017

Como podem verificar, no final do mês de Setembro, o Sporting tinha em caixa e depósitos à ordem mais de 24 Milhões de Euros. Para que se perceba melhor, este valor dá para pagar todas as despesas correntes no trimestre seguinte. E agora incluam os milhões de euros em receitas que entram em três meses.

E eu aqui deixo ao leitores uma de duas opções: Ou é mentiroso ou então é ignorante. Não vejo outra hipótese. 

Os relatórios e contas são públicos e uma candidatura à Presidência tem de ter noção da real situação financeira do Sporting. Até admito que pudesse ter dúvidas adicionais. Ora, se as tivesse teria por certo toda a disponibilidade por parte dos dirigentes do Sporting em esclarecerem as dúvidas.

Pedro Madeira Rodrigues optou por arrastar o nome do Sporting para a lama para ganhar meia dúzia de votos. É este o amor ao Sporting que o candidato tem?

Explicação Oficial



Aqui fica a explicação oficial de Carlos Vieira, vice-presidente para a área financeira e património, dada em entrevista ao jornal Abola. 

Importa referir que a actual direcção do Sporting tem toda a legitimidade para efectuar os negócios que entender até ao último dia do seu mandato, desde que se estes negócios se encontrem de acordo com os estatutos do clube.

Uma outra coisa é estarmos a falar de uma direcção em gestão corrente, como a de Nobre Guedes em 2011 que assumiu a Presidência do clube após a demissão de José Eduardo Bettencourt. Nessa altura, e num período que visava apenas assegurar a gestão corrente, Nobre Guedes assinou um acordo com a CM de Lisboa no valor de 18 Milhões de Euros e inclusivamente vendeu Liedson. 

Um exercício 


Em apenas 5 minutos e numa consulta no Facebook da Macron é possível perceber a estratégia da marca italiana. 


Aqui fica o número de acordos/renovações de equipas com a Macron nos últimos meses. Como podem verificar, a estratégia dos italianos passa por anunciar os seus grandes contratos praticamente todos de seguida para conseguir ter um lastro maior na imprensa. 

Em Fevereiro, anunciaram acordos com o Sporting, Lazio, Deportivo da Corunha e com a Federação de Rugby da Nova Zelândia. Estamos a falar de quatro dos principais nomes da marca italiana que foram anunciados todos de seguida entre o dia 2 e 13 de Fevereiro para criar o tal buzz mediático.

Para quem não sabe, toda a linha de equipamentos para a temporada seguinte está praticamente fechada até ao final do ano civil. Por isso é que nos jornais vão saindo os primeiros leaks de imagens de camisolas para a próxima época. Podem ver aqui alguns para a próxima época. (link).

Se têm um particular gosto por equipamentos desportivos do Sporting sugiro a site Verde Branco que contém muita informação e imagens sobre os equipamentos do Sporting (link).

Análise ao acordo


A Adidas e a Nike são as principais marcas desportivas mundiais. De seguida aparece a Puma que fecha o pódio. Depois, todas as outras lutam por um lugar de destaque. No relatório financeiro "The European Club Footballing Landscape" a UEFA considerou a Macron a quarta marca mais relevante a nível europeu. 


Este print é retirado do mesmo estudo que indicou que o Benfica tem a segunda maior dívida em termos europeus. 

A Adidas já patrocina o Benfica, pelo que uma parceria com um clube da mesma cidade estaria à partida fora de questão. A Nike deixou de fornecer o Porto numa posição estratégica, pelo que o Sporting também estaria fora de questão. A Puma era o parceiro anterior do Sporting e segundo o que foi falado na altura fez uma proposta muito má que não incluía equipamentos para as modalidades. Posto isto, não haveria muita margem de escolha.

Análise pessoal


Há uma coisa que me agrada muito na Macron. Todos os designs para os principais clubes são exclusivos, ao contrário do que acontece com a adidas onde os equipamentos têm sempre a mesma base e só mudam as cores.

Bem sei que no mundo empresarial a lealdade e o reconhecimento não é um factor decisivo. Normalmente, quem paga mais ganha o negócio. Neste caso, gosto particularmente que o Sporting tenha renovado com a Macron, pelo simples facto de terem sido eles a nos ajudarem numa altura de extrema dificuldade, numa época em que o clube acabou a Liga no 7º lugar. Por valores semelhantes não abandonava quem nos ajudou.

Segundo a imprensa, a Puma pagava ao Sporting 600 mil euros por época e a Macron passou a pagar 2 Milhões por época. Quanto a este novo acordo não foram divulgados valores. Importa também salientar que este novo acordo só entre em vigor a 1 de Julho de 2017, pelo que os novos valores serão incluídos apenas no próximo exercício económico. 

Em termos pessoais tenho gostado muito dos novos equipamentos, com excepção da época 2014/2015 (os tais equipamentos com calção verde). Outra questão importante é o facto de em todas as modalidades os atletas terem acesso aos equipamentos usados pela equipa principal. Quer os equipamentos de treino, quer os equipamentos de jogo, em todas as modalidades e em todos os escalões. Felizmente, deixamos de ver equipas das modalidades com equipamentos de épocas anteriores. Segundo o que foi anunciado, haverá também um reforço na vertente olímpica. Algo que também é positivo. 

Estou em crer que durante a vigência deste novo acordo os Sportinguistas terão mais produtos disponíveis. Relembro que numa medida de contenção de custos a Loja Verde foi deslocada do Alvaláxia para a entrada do Multidesportivo. Um espaço mais pequeno e que não permite ter tantos produtos expostos. Com a nova loja verde no Pavilhão João Rocha o clube pode dar assim início à expansão nesta área, estando também já prevista uma loja Verde na baixa de Lisboa. 

Se fosse eu a escolher e tendo em conta apenas o gosto pessoal, fazia regressar a Le coq Sportif ao Sporting, mas aposto que isso não nos dava grande vantagens financeiras, que são sempre o factor decisivo. 


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

Os 9 golos de Peyroteo numa só partida


Procure-se um recorde de golos e encontra-se Fernando Peyroteo. Este faz 75 anos nesta quarta-feira, 22 de fevereiro: nove golos num só jogo.

Aconteceu naquela que é também a partida com resultado mais dilatado na história do campeonato nacional. Vitória do Sporting sobre o Leça, por 14-0.

Era no tempo em que golos ainda se escrevia à inglesa na imprensa portuguesa. «Dos 14 ‘goals’ sofridos pelo Leça, 9 pertenceram a Peyroteo», descrevia então a crónica do jogo no desportivo «Os Sports», como recordou agora a Lusa. A vitória no Campo do Lumiar, para a sexta jornada, deixou o Sporting na frente de um campeonato que seria ganho pelo Benfica. E curiosamente Peyroteo nem foi o melhor marcador dessa época, o título foi para o portista Correia Dias, com 36 golos. Peyroteu, que foi em seis épocas o melhor goleador da Liga, apontou 28 nessa época.

Aquele 14-0 no Lumiar é um resultado histórico, mas o que não tem mesmo par nos registos das primeiras divisões do futebol mundial são os nove golos de Peyroteo. Ele que aliás também marcou noutra ocasião oito num só jogo. Foi em 1948, numa vitória do Sporting sobre o Boavista por 12-1.

Em Espanha o recorde num só jogo é de sete golos, dividido por Kubala, num 9-0 do Barcelona ao Sp. Gijón em 1952, e mais de vinte anos antes Arana, numa vitória de 12-1 do At. Bilbao sobre o Barcelona. Em Inglaterra, o máximo que alguém marcou num só jogo foram seis golos. Geoff Hurst, o homem que deu o título mundial à Inglaterra em 1996, conseguiu a proeza em 1968, numa goleada do seu West Ham ao Sunderland (8-0). Tal como na Alemanha: Dieter Muller pelo Colónia num 7-2 ao Werder Bremen, em 1977. Ou ainda em Itália, também seis golos, marcada dividida por Omar Sivori num Juventus-Inter (9-1) de 1961 e por Silvio Piola, em 1933.

Olhando para outros campeonatos os números sobem. O recorde na Liga escocesa, por exemplo, é de oito golos, marcados por Jimmy McGrory, histórico goleador do Celtic, em 1928. Na Holanda, bem mais recente, Afonso Alves marcou em 2007 sete golos pelo Heerenveen frente ao Heracles, numa goleada de 9-0. É o único registo deste século, todos os outros são de outro tempo.

Claro que a baralhar estas contas de recordes de golos há sempre aqueles brutais 31-0 da Austrália à Samoa Americana na qualificação para o Mundial 2002. A vitória mais dilatada de sempre num jogo internacional, que incluiu 13 golos do avançado Archie Thompson, e ainda mais oito de outro jogador australiano, David Zdrilic.

Mas Peyroteo é muito mais que um recorde num jogo. O mais produtivo goleador de sempre do futebol português tem uma série de outros registos imbatíveis. É o melhor marcador de sempre da Liga, 330 golos para 197 jogos, média superior a 1.6 por jogo.

Como termo de comparação, um outro fenómeno como Mário Jardel tem um registo de 186 golos em outros tantos jogos, exatamente um por jogo. A média de Eusébio é semelhante, 318 golos em 313 jogos na Liga.

Os números de Peyroteo estendem-se aos totais pelo Sporting, 529 golos em 327 jogos, de acordo com o almanaque dos leões. É um clube restrito o dos jogadores que chegaram aos 500 golos por uma só equipa. Há Gerd Muller, 525 pelo Bayern Munique, o escocês McGrory, 522 pelo Celtic, ou Uwe Seeler, 507 pelo Hamburgo. E há Lionel Messi perto desse registo, para já 487 em 565 jogos oficiais pelo Barcelona. Cristiano Ronaldo já superou a marca dos 500 golos por clubes, mas a dividir por Sporting, Manchester United e Real Madrid.

Aos números pelo Sporting Peyroteo soma ainda 20 jogos e 15 golos pela seleção nacional, mas um único jogo oficial. Foi frente à Suíça, um jogo em Milão de qualificação para o Campeonato do Mundo de 1938.

Era o segundo jogo de Peyroteo com a camisola de Portugal e estreou-se a marcar, mas não chegou para evitar uma derrota por 1-2 que deixou a seleção de fora do Mundial, antes de um longo período sem competição internacional. Veio a II Guerra Mundial, o Campeonato do Mundo só voltaria em 1950.

Era também o tempo pré-competições europeias aquele em que jogou Peyroteo, o homem-golo dos Cinco Violinos do Sporting, ao longo das suas 12 temporadas de leão ao peito, de 1937/38 a 1948/49. Ao que fez faltou por isso maior impacto internacional, numa carreira que acabou cedo, aos 31 anos.

Mas os registos ímpares ficaram para sempre. Como os cinco títulos de campeão nacional ou as quatro Taças de Portugal. Ou ainda outro estatuto que mantém até hoje, o de melhor marcador de sempre do dérbi entre Benfica e Sporting. Foram ao todo 48 golos, contra 27 do senhor que se segue na lista, Eusébio. Entre eles um «póquer» numa vitória do Sporting por 4-1 em 1948 que daria o título aos leões

A memória de Peyroteo é distante, como são os 75 anos que passaram desde aqueles nove golos ao Leça. O que torna imagens como estas ainda mais preciosas.

Texto de Berta Rodrigues no MaisFutebol 


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

José Maria Ricciardi "Nobre Guedes estava a preparar um PER"


Aqui fica uma entrevista muito interessante a José Maria Ricciardi publicada hoje pelo jornal Record.

O banqueiro, de 62 anos, já foi vice-presidente do Conselho Fiscal e é agora candidato ao Conselho Leonino. Em exclusivo a Record, dá o mérito da reestruturação a Bruno de Carvalho e elogia a dupla com Jesus no futebol.

RECORD: Como parte ativa da reestruturação financeira, importa esclarecer: foi Godinho Lopes quem a fez, como o próprio reclama?

JOSÉ MARIA RICCIARDI – Não. No tempo de Luís Godinho Lopes, o Sporting incumpria permanentemente com os orçamentos que apresentava aos bancos. E tinha prejuízos elevadíssimos. São factos. O ambiente não era propício a qualquer espécie de reestruturação, que aliás não se fez. Mais. Na altura, o vice-presidente com o pelouro financeiro [José Filipe Nobre Guedes] até já estava a preparar um PER [Processo Especial de Revitalização]. Quando se está a fazer uma reestruturação, não se prepara um PER, não é?

R: Prepara-se uma falência?

JMR – PER é uma proteção de credores, não tem nada a ver com reestruturação bancária. O Sporting estava perto da falência, isso é indiscutível. Tinha perdido a credibilidade junto aos bancos e os bancos estavam decididos a não acorrer mais às necessidades de tesouraria do clube. Portanto, quem efetivamente fez a reestruturação foi Bruno de Carvalho. Tive a oportunidade de colaborar, através do banco de investimento a que presidia na altura [BESI]. Essa reestruturação foi extraordinária, muito bem conduzida.

R: Com negociações duras...

JMR – Muito. Mérito total de Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, é preciso que se diga. E de Guilherme Pinheiro. Resultou numa reestruturação extremamente positiva para o Sporting. Gostava que isso ficasse bem frisado, porque é a verdade.

R: Ainda assim, pode ficar em risco a maioria na SAD com a conversão dos VMOC em 2026?

JMR – O Sporting tem de se munir dos fundos necessários a adquirir uma parte desses VMOC, de maneira a manter a maioria da SAD, conforme é promessa da direção.

R: Não está preocupado?

JMR – Não. Pela situação financeira do Sporting, pela equipa diretiva, por aquele que é o treinador que mais valoriza os jogadores em Portugal, pelos novos contratos com a NOS, pelo aumento das receitas, pela presença na Liga dos Campeões. Não tenho qualquer dúvida de que o Sporting irá ter os meios para resolver este problema.

R: Diz que Jesus é quem mais valoriza os jogadores em Portugal...

JMR – Parece-me indiscutível.

R: Se Madeira Rodrigues for eleito, ele deixará o Sporting.

JMR – Pedro Madeira Rodrigues tem legitimidade, se ganhar, de poder escolher outro treinador. Correto. Não vejo problema.

R: Mas entende que Jesus é a pessoa certa no lugar certo?

JMR – Disso não tenho qualquer dúvida. Aliás, nunca vi os nossos rivais tão nervosos como agora para desfazer esta dupla, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus. Nunca vi. Há muitos anos... Com as outras direções, a que eu pertenci, estavam sempre muito contentes, nomeadamente com as últimas... Estavam contentíssimos.

R: Acredita que o Sporting será campeão no próximo mandato?

JMR – Com certeza. É preciso perceber outra coisa. Um clube que está sempre a mudar de presidente e de treinador não vai a lado nenhum. Veja-se há quantos anos o senhor Jorge Nuno Pinto da Costa está a dirigir o FC Porto. E há quanto anos Luís Filipe Vieira está no Benfica. Já se fez um grande trabalho mas é preciso tempo. E o ano passado não fomos campeões por muito pouco.

R: Esperava-se mais este ano.

JMR – Acontece. Mas estamos no caminho certo. 

R: "José Maria Ricciardi queria ser dono do Sporting, escolher presidentes, até jogadores." Como responde a esta acusação de Pedro Madeira Rodrigues?

JMR – Acho ridículo e um atestado de menoridade aos sócios. Os presidentes do Sporting não são escolhidos por ninguém. Quem os elege são os sócios. E em todas as eleições houve alternativas. Acho isso absolutamente ridículo. Segundo ponto: nunca indiquei jogador nenhum, nem treinador. Nunca me meti nessa área, porque fiz parte de conselhos fiscais. Pedro Madeira Rodrigues deve ter sido mal informado.

R: A mesma lista acusa a atual direção de falar em demasia do Benfica. Concorda?

JMR –Aceito. Esta direção não é perfeita, ninguém é. Pode ter incorrido nalguns erros. Mesmo assim, fez um trabalho absolutamente notável face à situação em que o Sporting se encontrava. 

R: Esteve muitos anos no Conselho Fiscal e Disciplinar. Por que aceita agora fazer parte da lista de Bruno de Carvalho ao Conselho Leonino? 

JMR – Tenho grande prazer em colaborar com o Sporting. São funções em que eu posso participar, ao contrário de outras, cuja intensidade não permitiria, por causa dos meus projetos e da minha vida profissional.

R: "Ganhe quem ganhar, tem de ser de goleada", para citar Bruno de Carvalho?

JMR – Eu sou um democrata: a partir de 50% é vitória. Aliás, na política, com o nosso sistema eleitoral, nem é necessário. Estou convicto de que Bruno de Carvalho irá ganhar as eleições. A percentagem para mim não é o mais importante.

R: Não tem dúvidas sobre quem vencerá?

JMR – Certezas só no dia do ato eleitoral. Não tenho esse pretensiosismo. Mas tenho a forte convicção de que esta lista irá ganhar as eleições.


Considerações finais


José Maria Ricciardi é uma das personagens mais sombrias do universo leonino. Nunca me esquecerei do facto de ter sido um dos principais envolvidos na escolha de presidentes, através da organização de jantares entre os ditos notáveis. José Eduardo Bettencourt. foi o último "escolhido". Já Godinho Lopes impôs-se como candidato do "sistema".

Contudo, foram sempre os sócios que escolheram os Presidentes do clube em eleições livres - com excepção de 2011 - pelo que a culpa tem de ser assumida por todos nós. Foram os sócios que deixaram chegar o clube a uma situação de pré-falência. Foram os sócios que permitiram a venda de todo o património não desportivo, etc

Não gosto minimamente desta figura, mas também não posso esconder que durante os últimos 4 anos tem ajudado o Sporting na medida das suas possibilidades, quer na reestruturação financeira, quer na busca por novos patrocinadores/investidores para o clube. 

No fundo, quando penso em Ricciardi lembro-me sembre de uma frase de Bruno de Carvalho.


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)